Em tempos de pandemia, cada vez mais são os negócios que se reinventam, principalmente, na área da restauração!

Temos o exemplo do setor dos cafés, dos bares e até mesmo das discotecas que readaptaram o seu negócio e agora servem refeições, mais propriamente tapas ou snacks.

Com a incerteza do volume de vendas devido ao desconfinamento o excedente de comida foi cada vez mais elevado, algo, que já acontecia no passado, mas de um modo menos acentuado.

Assim foi criada a aplicação Too Good To Go, que visa em que os estabelecimentos criem caixas com um sortido do seu excedente diário sob forma de o poderem vender atempadamente com um sistema de reservas.

A Magic Box

A magic box, é mágica pois nunca se sabe o que contém o seu interior, isto porque todos os dias o seu excedente pode ser diferente.

Problema: o desperdício alimentar

Segundo do site da Too Good Too Go “O desperdício alimentar é muito mais do que comida deitada fora. Também passa pelo subaproveitamento dos recursos usados no processo de produção, como a água, a terra ou a mão-de-obra humana. Sempre que o processo não é optimizado há um impacto negativo para o ambiente. 8% das emissões mundiais de gases com efeito de estufa são causadas pelo desperdício alimentar!

 

Too Good To Go em Braga

Em Braga, entre pastelarias, restaurantes e Take Aways, já existem mais de 30 estabelecimentos que aderiram a este conceito, combatendo assim ao desperdício alimentar e minimizando os seus prejuízos.

Como aderir

Caso seja um restaurante poderá aceder ao site da Too Good To Go e registar o seu estabelecimento. Caso seja um consumidor basta descarregar a aplicação através da APP Store ou da PlayStore.

App Store Google Play