Desde a década de 80, ainda os filmes do James Bond e do Inspector Gadget traziam equipamentos futurísticos que muitos de nós pensavam que iriam ficar pela pura ficção, hoje, já utilizamos variadíssimos gadgets (como os drones) e werables!

O comércio eletrónico é bastante frequente e cada vez mais os consumidores que preferem efetuar compras através deste meio, são mais exigentes quanto ao prazo de entrega das suas compras.

A DHL, uma empresa de transportes de mercadorias já com bastantes anos no mercado e vanguardista na inovação das suas entregas começou agora a efetuar esse serviço com drones!

A metodologia destes transportes passa-se entre dois postos, com encomendas até um máximo de 5Kg. Este sistema tem a particularidade que os dois operadores (pessoas responsáveis pela expedição e receção das encomendas) consigam ver o trajeto do drone em tempo real. Caso exista alguma anomalia com o transporte, estes têm o poder de visualizar a informação do seu posicionamento através de tecnologia de GPS.

 

A DHL não é a primeira empresa deste setor a tentar investir em tecnologias para este tipo de serviços. A Amazon tentou executar essa tarefa em 2013 com o Amazon Prime Air, que diga-se, foi um fracasso. Isso aconteceu devido à época em que se encontrava, pois esta tecnologia não estava muito desenvolvida. Mas nem tudo foi mau, pois foi um excelente golpe publicitário, visto que o vídeo que demonstrava o funcionamento desse serviço teve mais de 16 milhões de visualizações no youtube.

Claro que agora, em 2019, o panorama é diferente e a aposta da DHL neste serviço para os seus clientes será certamente uma mais valia, pois melhora o tempo de entrega cerca de 8 minutos e reduz em 80% todos os gastos existentes para com o serviço de entrega das encomendas.